Um funil de vendas pode transformar o seu negócio totalmente! Seja para focar suas estratégias, seja para gerar conteúdo, você PRECISA entender a jornada do seu consumidor.

É disso que o funil de vendas, também chamado de pipeline, se trata: uma representação visual, dividida em três etapas: topo, meio e fundo. Essa representação é utilizada para guiar estratégias e planejar a conversão mais efetiva de clientes.

Entretanto, apesar do funil de vendas seguir três etapas concretas, todo seu processo é adaptável conforme o negócio. Ou seja, você pode desenvolver o seu funil da forma mais alinhada com as suas necessidades.
Mas então, como funcionam as etapas fixas do funil de vendas?

Como já comentamos anteriormente, o funil de vendas é composto por topo, meio e fundo, onde são distribuídas ações e gatilhos. Dessa forma, essas três etapas principais representam os seguintes momentos da jornada:

Topo de Funil – ToFu

No Topo de Funil, conhecido pela sigla ToFu, o usuário passa pela fase de aprendizado e descoberta. Ou seja, neste momento o usuário entra em contato com você pela primeira vez e entende que tem um problema ou necessidade.

Nesta etapa, o mais indicado é abrir a consciência, ou seja, entregar conteúdos e informações que ajudem o usuário a compreender mais esse problema. Aqui, ainda não é o momento de vender o peixe: você está ajudando o usuário.

Entretanto, você já deve começar a coletar informações, então, entremeio, ofereça e-books ou infográficos, principalmente através de landing pages.

Meio de Funil – MoFu

Em segundo, temos o Meio de Funil, também conhecido pela sigla MoFu. Nesta etapa, já consideramos então o usuário como um lead. Ou seja, agora ele ofereceu informações pessoais e de contato em troca de respostas para suas dúvidas.

No meio de funil, trabalhamos para apresentar diferentes soluções para o usuário que está considerando resolver seu problema. Este é o momento perfeito para entregar planilhas, ferramentas e técnicas que possam ajudá-los.

Deixar claro que você quer ajudá-lo, e não apenas vender seu produto ou serviço, é importante para desenvolver uma boa relação. Deixe a venda para o fundo!

Fundo de Funil – BoFu

Por fim, chegamos ao Fundo de Funil, também conhecido pela sigla BoFu. Esta última etapa se embasa em finalmente apresentar seu produto como solução. Entretanto, observe: nós apresentamos nosso produto depois de uma longa jornada de ensino e nutrição.

Dessa forma, o lead que estiver pronto para se converter em um cliente tem em mãos praticamente todas as informações necessárias para resolver seu problema. Assim, o cliente tem mais certeza e, seguindo as características do Inbound Marketing: fazemos o cliente vir até nós.

Aqui, o ideal é oferecer estratégias de negociação, promoções ou outro tipo de empurrão final para a compra.

Como usar o FUNIL DE VENDAS no meu negócio?

Ok! Agora que já entendemos o que é um funil de vendas e sua estrutura, vamos começar a pensar na sua aplicação. Para colaborar nesse planejamento, separamos 5 passos que podem te ajudar a desenvolver um funil com sucesso:

  1. Entenda a jornada do seu consumidor

    Primeiramente, entenda toda a jornada que seu consumidor passa do primeiro contato com a sua marca até a compra. Isso quer dizer que você deve entender detalhes como:

Quem é a sua persona;
Quais são suas maiores dúvidas e problemas;
Quais canais de comunicação utiliza;
Como é a sua rotina;
O que a levaria a ir para outra etapa do funil;
Por que ela desistiria de comprar;
Etc.

  1. Defina os maiores pontos de contato do funil

    Em seguida, você precisa definir onde seus esforços de marketing serão direcionados. Ou seja, é necessário compreender em que pontos o seu usuário vai passar para a próxima fase da etapa, como por exemplo:

Landing Page;
Pop-Up;
Banner em site;
Anúncio patrocinado;
Botão na página;
Link interno;
Etc.

  1. Desenvolver os CTAs / gatilhos

    As chamadas para ação, também chamadas de CTA (call to action) são essenciais para que um funil funcione com sucesso. Assim, listar as CTAs que devem ser utilizadas em cada etapa é imprescindível para ter bons resultados. Como CTA, você pode utilizar, por exemplo:

Veja o nosso artigo sobre …
Experimente grátis!
Inscreva-se / Comece / Assine / Saiba mais…
Experimente / Mude sua vida / Mude seu negócio…
Entre em contato conosco!
Clique e confira!
Acesse gratuitamente / Baixe o e-book…
Agende uma visita;
Etc.

  1. Defina a mensuração do seu funil de vendas

    Como cada etapa será mensurada? O que vai ser mensurado? Outro ponto muito importante a ser analisado são os números que se deseja alcançar ao fim do funil de vendas. Isso porque nem todo mundo que entra no seu funil de vendas é por fim convertido em um cliente. Segundo pesquisas, o seu funil se divide em:

100% do público geral que é usuário da internet e visita seus canais;
40% do público conhecido que já ouviu falar de você, então;
15% se tornam prospect, ou seja, cadastros qualificados para nutrição;
8% se tornam oportunidades para seu time de vendas;
2% apenas se tornam clientes.

Entretanto, é necessário observar seus próprios dados com base nas aplicações e estratégias que está aplicando. Isso porque todo funil tem suas diferentes, afinal, nenhuma empresa é totalmente igual a outra.

  1. Otimize seu funil de vendas

    Por fim, otimize seu funil de vendas para obter mais produtividade e eficiência nos seus resultados. Quando estiver planejando a utilização do Inbound Marketing em sua estratégia, também estude quais plataformas podem te ajudar a lidar com os leads.
    Neste caso, softwares como RD Station ou LeadLovers podem colaborar nesta nutrição, avaliação e mensuração dos leads!

    Está esperando o que para usar o funil de vendas no seu negócio?

    Em suma, você aprendeu tudo o que era imprescindível para aplicar um funil de vendas. Esse é o momento! Quanto antes você estruturar esta jornada, antes terá resultados mais promissores! Bora colocar a mão na massa!


Quer Ser Meu Amigo(a)? Me Siga Nas Minhas Redes Sociais!



Leia Esses Artigos Também